domingo, 28 de dezembro de 2008

Alice's Tea Cup


Ao atravessar a porta de entrada desta casa de chá no Upper East Side, a menina dentro de mim acorda e minha noção do tempo sai voando pela janela. No meu lugar na mesa, me aguardam uma coroa e asas de fada. Entro na brincadeira e a brincadeira toma conta de mim.

Com minhas asas e coroa, volto a ser a menina dos caixinhos de ouro, das histórias que meu pai contava na beira da minha cama. Consigo me enxergar, bem gordinha, com cara de braba, falando sem parar, puxando a saia da minha mãe para ganhar atenção.

A garçonete chega e me distraio por um minuto. Olho à minha volta, e tenho dificuldade em distinguir adultos de crianças, real de imaginário. Não quero ler o cardápio e aceito a sugestão que me é dada: “The Mad Hatter”, ou o Chapeleiro Maluco, aquele que vivia tomando chá nas histórias de Alice no Pais das Maravilhas. Me parece adequado.

O bule de chá é o primeiro a chegar. Uma mistura de chá preto indiano, com chá verde japonês e pétalas de rosas; a especialidade da casa. Um pouco depois é a vez do Chapeleiro: uma seleção de sanduíches, scones e cookies de dar água na boca. Começo pelo sanduíche de presunto cozido e queijo gruyere, com mostarda e maionese caseira, num pão de passas de uvas brancas e erva doce. Uma delícia! Provo em seguida o sanduíche aberto de pão preto com manteiga e salmão defumado. Simples e saboroso. Minha próxima vítima é o scone, uma espécie de pão ligeiramente doce, neste caso com pedaços de morango, servido com creme de leite e marmelada. Tento comer só um pedaço, para poder ter apetite para degustar os cookies também, mas é bom demais, e acabo devorando o scone inteirinho.

Sem espaço para mais nada, peço uma caixa para levar os cookies pra casa e vou degustá-los no outro dia de manhã, numa tentativa de voltar para esse mundo maravilhoso de Alice e de ser criança outra vez.

 Alice’s Tea Cup

156 East 64th Street   New York, NY 10021

Tel. 212-734-4TEA

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Chikalicious e La Esquina na Gula Outubro



Clique na imagem para ver no tamanho original.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Sant Ambroeus



Originado em Milão, em 1936, Sant Ambroeus tornou-se logo ponto de encontro de intelectuais e bacanas que por ali passavam para um cappuccino com cornetto de manhã, um panino no almoço ou para um jantar refinado.

Anos mais tarde, ainda forte em sua terra de origem, o Sant Ambroeus foi importado para Nova York em dois endereços: West Village e Upper East Side. 

No Upper East, o glamour e requinte falam mais alto e madames desfilam seus modelitos Chanel enquanto desfrutam das sobremesas maravilhosas e bebericam um chá ou cálice de vinho. No West Village, o restaurante ganhou um ar mais descontraído, ainda que os preços continuem a la Upper East. Preste atenção ao que acontece à sua volta. Philip Seymour e Woody Harrelson podem estar na mesa ao lado. 

Sant Ambroeus continua fiel às tradições e sabores milaneses e não decepciona jamais. Recomendo o Tagliatelli com ragú de vitela, uma versão mais leve e perfumada de uma massa bolognese; ou o linguini com lagostin, envolto em um molho de tomate picante. Nas sobremesas, é difícil errar. O gelato é especialíssimo e o cappuccino é assinatura da casa, então não esqueça de provar!


Linguini com Lagostin


Sant Ambroeus
West Village: 256 W 4th Street (entre Charles e Perry Street)
Tel. 212.604.9254
Upper East Side: 1000 Madison Avenue (entre 77th e 78th Street)
Tel. 212.570.2211


quarta-feira, 29 de outubro de 2008

J.G. Melon



Parece um daqueles lugares que esteve sempre ali e que o resto se construiu ao redor. Me pergunto se o prédio já era verde, ou se foi pintado verde para abrigar este bar/pub tão particular: J.G. Melon, de watermelon.

Verde escuro, como a casca da melancia, com teto de lata vermelho, só faltam mesmo as sementes. Imagens de melancia estão por toda a parte, ainda que o cardápio não conte com nada que inclua a fruta.

A pedida lá é cheesburguer, ranqueado ano após ano entre os melhores da Big Apple.  São 200g de carne moída suculenta e uma fatia de American cheese entre duas metades de pão ligeiramente tostadas. Pickles e cebola roxa vem ao lado, deixando o cheesburger brilhar sozinho. Para acompanhar, cottage fries, batatas fritas em forma de pickles e, é claro, uma skinny ou um Bloody Mary, outra assinatura deles.

Dou crédito ao J.G. Melon por me fazer enxergar o valor de um cheesburger farto e suculento com uma cervejinha gelada...

***

Aberto em 1972, o J.G. Melon já faz parte da rotina dos upper east siders, apesar de fugir do protótipo de restaurante do bairro. Talvez esteja justamente ai o charme deste pub: um buraco na parede, nada de frescuras, comida boa, serviço mais ou menos, cash only... e quem se importa? Tem sempre fila na porta.

 

J.G. Melon

1291 3rd Avenue (esquina da 74th Street)

New York, NY 10021

Tel. 212.744.0585

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Tartine


“Este é um daqueles momentos que a gente não esquece”. Foi com essa frase que meu pai levantou-se da mesa, após nosso almoço no Tartine quinta-feira passada. É claro que ele referia-se em grande parte ao fato de estarmos os dois juntos, coisa que não ocorre mais tão freqüentemente, mas foi o ambiente e a comida que tornaram aquele momento tão especial.

Era um dia de sol de inverno no meio do outono em NY e os cafés e restaurantes do West Village estavam mais convidativos do que nunca. Passeamos por pouco mais de uma hora, mas o frio acabou nos levando mais cedo para o Tartine. Chegamos lá ao meio dia, com a nossa garrafa de Pinot Noir na mão e sentamos perto da janela, com vista para a esquina da West 4th com a 11th, uma das minhas preferidas do bairro.

Escolher o menu foi fácil. Optamos de cara pelo especial do dia: French Onion Soup para começar e a escolha de Coq au Vin, Chicken Niçoise ou quiche do dia com salada. O pai escolheu o Coq au Vin, que não se pode dizer que fosse autêntico, mas estava uma delícia e super bem servido. Eu pedi Chicken Niçoise, cubinhos de galinha temperada com tomilho e servida com polenta grelhada e um molho cremoso com tomate e azeitonas pretas. Super saboroso...

French Onion Soup

Coq au Vin

Chicken Niçoise

Comemos devagarinho, enquanto degustávamos nosso vinho, conversávamos e apreciávamos a paisagem do Village. Uma das melhores refeições que fizemos nos 10 dias em que ele esteve aqui. E o mais surpreendente foi a conta. O cardápio do dia no Tartine custa apenas $13.99 por pessoa e eles permitem que se traga o próprio vinho, o que reduz ainda mais a conta. Um dos “great deals” de NY!

 

Tartine em poucas palavras...

Francês charmoso, bem localizado e barato com comida gostosa. Fica lotado nos finais de semana, então prepare-se para esperar. Tranqüilo durante a semana. Permitem que se leve o próprio vinho e não cobram rolha. Não aceitam cartões de crédito.

 

Tartine

253 West 11th Street (esquina da West 4th – West Village)

New York, NY 10014

Tel. 212.229.2611

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Best Chicken Soup!


Sábado a noite, depois de muitos drinks no Lower East Side, estávamos prontos pra ir pra casa quando alguém manifestou a vontade de tomar uma sopinha. Pronto! Foi só o que precisou para criar um desejo louco em mim de tomar a famosa Chicken Soup da Brooklyn Diner.

Não era no nosso caminho, mas desviamos mesmo assim e fomos até lá. Só esquecemos de olhar no relógio para ver que já eram mais de 1 da manhã e que eles estariam fechados. Fui dormir sem a minha sopinha... E aqui estou eu, escrevendo sobre a sopa que estou querendo tomar desde sábado.

Considerada a melhor chicken soup da Big Apple, é feita com folhinhas erva doce fresca e egg noodles e servida com um pãozinho torrado e ligeiramente doce, chamado Challah que é o par perfeito!

Mas nem só a sopa lá é boa. Sou louca pela Chinese Chicken Salad. Uma mistura muito especial de galinha desfiada, laranja em gomos, noodles de arroz e wontons com um molhinho de tahini. Os wontons e os noodles criam uma textura super interessante e o tahini envolve todos os sabores...  O filé de Lemon Sole Almondine, com uma crosta de amêndoas douradas também é de babar. Mas não vá com tanta sede ao pote pois as porções são enormes! O bacana é pedir poucos pratos para dividir entre o grupo.

Chinese Chicken Salad

Lemon Sole Almondine

A Brooklyn Diner é, como diz o nome, uma diner. Mas é uma “fine diner” e eles sabem muito bem o que estão fazendo. Vale a pena!

 

Brooklyn Diner

Times Square – 155 W 43rd Street (entre Broadway e 6th Ave.)

Tel. 212.265.5400

Carnegie Hall – 212 W 57th Street (entre Broadway e 7th Ave)

Tel. 212.977.1957

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Bar Itália


Começou com um convite para um cálice de vinho por volta das 19hs e só acabou depois de algumas garrafas e muitas risadas já quase meia-noite.

Estávamos em três e resolvemos começar com uma garrafa de vinho tinto. Quando pedimos uma sugestão de um vinho “medium body”,  a resposta foi uma mistura de cabernet e merlot. Não exatamente o que eu tinha pensado mas, para a minha surpresa, uma combinação muito feliz. Um dos bons vinhos que tomei ultimamente e que, infelizmente, no outro dia de manhã já não lembrava o nome.

Nossa intenção não era comer muito e pedimos apenas um prato: Tagliatelle with Black truffles. Mas mal sabíamos nós o que estava por vir: Branzino grelhado, salmão em crosta de massa phyllo, crepe de aspargos, pizza de nutella, grapa, prosecco... Um festival de comida e bebida.

Nada como ter amigas bem relacionadas.  A Ana conhecia a máfia toda e fomos tratados como clientes VIP. Adoro isso!

O Bar Itália é uma das mais novas adições do Upper East Side. Funciona mais como bar do que restaurante, mas não decepciona na comida. A carta de vinhos conta com mais de 160 variedades, sendo 30 delas oferecidas em cálice.

 

Bar Itália

1477 2nd Avenue (esquina da 77th St.)

New York, NY 10075

Te. 212.249.5300

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Mud Café


Preciso dizer que não entendo quem vai ao Starbucks numa cidade como NY. Entendo o fulaninho lá do subúrbio, que não tem muitas opções, mas não perdôo o new yorker. Faço parte do fã clube dos que odeiam a tal rede e descobri recentemente que temos até website: I Hate Starbucks!

Manhattan é cheia de cafés charmosos e a maioria deles cobra menos por um café muito melhor. Eles estão por toda a parte e se o problema for a pressa, tem também o Mud Truck, estrategicamente estacionado no Astor Place e no Sheridan Square, pontos movimentados do East e West Village.

O Mud Café surgiu com um casal recém casado que abriu mão de lua de mel e champagne e começou a vida a dois com um empréstimo no banco e um sonho em comum: abrir o primeiro truck de café de NY. O sucesso veio rápido e hoje o Mud Truck já está em mais lugares e conta também com um Mud Spot, uma graça de café no East Village com um jardim nos fundos e um super astral. Meu café favorito!

Para os apaixonados por café, uma parada obrigatória.

Ah! A fotinho que está no meu perfil foi lá, na minha primeira visita a NY. O fotógrafo? Dá pra adivinhar pelo olhar...

 

Mud Truck

Astor Place: 4th Avenue e 8th Street

Sheridan Square: 7th Avenue e 4th Street

Mud Spot

307 East 9th Street

New York, NY 10003

Tel. 212-228-9074

 

sábado, 27 de setembro de 2008

Pylos


Conta a história que, entre as ruínas da Grécia Antiga, foram encontrados vasos e outros objetos de cerâmica. Pois o nome “Pylos” vêm dai, e significa algo como “coisas de argila”, celebrando estes artefatos, hoje reconhecidos como arte.

E arte foi o que os decoradores deste restaurante fizeram com incontáveis vasos de cerâmica que encontram-se pendurados no teto, criando um movimento e às vezes até a ilusão de que podem cair a qualquer hora. Paredes de tijolo à vista e longos espelhos completam a atmosfera do lugar, dando um ar elegante e contemporâneo.

A cozinha é grega tradicional, trazendo ingredientes frescos de diferentes regiões da Grécia. O forte lá são os appetizers e a melhor opção é pedir vários para dividir entre o grupo. Eles servem ainda triângulos de pão pita quentinho com uma pasta que muda a cada dia e pode ser de berinjela, fava ou qualquer outra combinação, todas elas viciantes!

Ai vão alguns dos meus appetizers preferidos:

Ta afrata keftedakia tis Diana - Diane’s light-as-air meatballs pan-fried in olive oil

Almôndegas feitas com uma mistura de carnes de boi e porco e cozidas à perfeição. As almôndegas mais leves que já experimentei. 

Thtapothi Scharas – Classic grilled marinated octopus

Nada de clássico pra mim aqui. Surpreendente é mais a palavra. O polvo é marinado em uma mistura de aceto balsâmico e alcaparras que é de babar! Um must have!

Pitakia kaisarias savory phyllopastries

Trouxinhas de massa Phyllo recheadas com uma espécie de bresaola e pakasseri, um queijo grego. Uma delícia!

Patzaria psita me kopanisti apo feta kai dyosmo

Beterraba cozida regada com azeite de oliva fatiada e intercalada com uma mousse de queijo feta e menta. Fresco e super saboroso.

Além do astral e da comida excelente, o serviço no Pylos também não decepciona e os preços são ótimos. Ah! E fica no coração do East Village, uma zona que sempre vale a visita...

Pylos

128 East 7th Street (entre 1st Avenue e Avenue A)

New York, NY 10009

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Bar Veloce

       
                 

O nome já indica o conceito deste bar, que foi criado para servir como pit stop e ponto de encontro antes ou depois de um jantar.  Veloce: para ficar um pouquinho e depois zarpar.

Localizado no East Village, Bar Veloce é uma ótima alternativa para se tomar um bom vinho a um preço razoável. Bem razoável, eu diria. Um cálice de um Pinot Nero de altíssima qualidade e que foi, com certeza, aberto apenas poucas horas antes de ser servido, custa meros $8 ou $30 a garrafa. A seleção de vinhos italianos é impecável e quase 30 deles são oferecidos em cálice. Uma raridade!

Além de ser um wine bar, o endereço também serve como paninoteca e oferece panini  preparados com ingredientes frescos e italianíssimos. As porções são pequenas e o ideal é pedir um ou dois tipos para dividir com mais alguém.

E para completar, o astral do bar fica por conta de uma tela pequena ao fundo que passa filmes clássicos em preto e branco todo o tempo.

Salute!

Bar Veloce

175 East 2nd Avenue (entre 11th e 12th St.)

New York, NY 10003

Tel. 212-260-3200

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Yaffa Café


Um mural na calçada com a imagem de uma dançarina de cabaré avisa: “Open all Nite” e convida os mais diferentes tipos a entrar.

Um dos lugares mais excêntricos da cidade, o Yaffa oferece um cardápio nada memorável, mas compensa em muitas outras coisas: o público é sempre interessante, o ambiente nem se fala, tem um jardim nos fundos que é um delícia e é super barato! Ah... e não vamos esquecer que está “open all nite”.

                 

              

Vale a pena, principalmente na madrugada, depois de um ou vários drinks. Eu garanto que as luzes de natal combinadas com as paredes e mesas forradas com estampa de zebra e leopardo dão o maior barato... 

 

Yaffa Café

97 Saint Marks PL.

New York, NY 10009

Tel. 212-674-9302

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Esperanto


Gosto do nome, do ambiente, da música ao vivo, da caipirinha, do público e gosto muito da comida. O Esperanto pra mim é certeza de uma noite divertida e descontraída.  

                 

Localizado na Avenida C, meu limite leste do Village ou Alphabet City, como é correto chamar essa área (depois dali já fica meio “alterna” demais pra mim), o restaurante serve comida brasileira com influência de outros países da America do Sul também. Para mim, é o melhor dos mundos.  Tem feijoada, moqueca de peixe, carne assada, mas tem também guacamole, chorizo e tostones!

Não resisto nunca à Chayote Salad, com abacate, laranja e palmito regada com um molhinho de limão. Adoro também a Plain Crusted Goat Cheese Salad, que vem com alho-poró grelhado e pesto de cilantro. As empanadas de carne, galinha ou vegetais com chimichurri também são uma ótima pedida.

Da última vez que estivemos lá, experimentamos os Camarones de La Feria, camarões e palmito num molho de tomate e leite de côco servido com arroz branco. Estava dos deuses!

A caipirinha é garantida. Dá até pra escolher a cachaça. O mojito também vale a pena. Já vinho, pode não ser uma boa idéia ali. E o melhor de tudo é que os preços são super baixos.

Recomendo de olhos fechados!

 

Esperanto

145 Avenue C

New York, NY 10009

Tel. 212-505-6559

domingo, 14 de setembro de 2008

I Vandali


Era uma terça-feira de chuva, depois das 9:30 da noite e o Upper East Side já começava a apagar as luzes quando chegamos no nosso destino: I Vandali, uma das mais novas adições do bairro.

O restaurante não estava cheio, mas tinha ainda um bom movimento de gente, principalmente na metade esquerda, onde fica o wine bar. Mesmo assim resolvemos sentar do outro lado, que nos pareceu mais simpático e aconchegante.

Detalhe da mesa forrada com capas de revistas como "New Yorker" e "Surface" - uma graça!

Passados alguns minutos, o host veio nos desejar boas vindas com duas taças de champagne bem gelada. Começamos bem... Em seguida, o garçom trouxe uma cesta de pães e um antipasti de bacalhau com grão de bico, abobrinha e cebola roxa (whipped baccala, chickpeas and onions) que estava uma delícia. Avisamos que tínhamos que esperar por mais uma pessoa e, diferente da maior parte dos restaurantes aqui, eles não viram nenhum problema e não nos apressaram de forma alguma.

whipped baccala, chickpeas and onions

Enquanto esperávamos pelo Gusi, pedimos outro antipasti: crostini di polenta and stracchino. Polenta cozida gratinada com queijo stracchino e servida com filetes de aceto balsâmico. Adorei a combinação, mas na minha versão o queijo escolhido seria mais salgado e o balsâmico viria reduzido com um pouco de açúcar mascavo para quebrar o salgado do queijo.

Quando o Gusi chegou, já não tínhamos mais muita fome, mas pedimos ainda dois pratos: linguini and crabmeat in a garlic sauce e, um dos especiais do dia, beef scalopini. A massa estava bem al dente e super saborosa com pedaços grandes de carne de caranguejo e o scalopini, uma versão mais fininha e chique do nosso bife à milanesa, estava divino!

Não sobrou espaço para “i dolci” e esquecemos da parte mais importante da visita ao I Vandali: deixar nossa marca nas telas brancas dispostas sobre as paredes de tijolo à vista esperando para serem vandalizadas!

Dois bons motivos para repetirmos a dose muito em breve!

I Vandali, ou “Os Vândalos”, abriu em julho de 2008 e serve comida italiana de qualidade a preços super razoáveis. Vale experimentar.

I Vandali

1590 First Avenue (entre 82nd e 83rd St.)

New York, NY 10028

Tel. 212-585-3339

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Le Charlot


Vivendo no Village, achar um lugar charmoso para jantar é tarefa fácil. Em menos de um minuto sou capaz de citar 10 deles num raio de poucos metros do nosso endereço antigo. Mas depois que mudamos para o Upper East, a história mudou um pouco. E mudou para muito melhor em quase todos os aspectos, except for that.

Poucos meses depois que nos instalamos no novo bairro, uma amiga nos recomendou um bistrô francês a algumas quadras de casa, prometendo o melhor moule fritte e alertando quanto ao serviço não exatamente exemplar. Numa noite qualquer de verão, resolvemos experimentar. E depois dessa noite, estivemos lá tantas outras com amigos ou para um jantarzinho romântico só nós dois.

O serviço foi ruim às vezes e extraordinário outras, e o moule fritte foi sempre consistente, mantendo-se no nível do excelente. Confesso que não experimentamos muitos outros pratos lá. Gostamos mesmo é de sentar numa mesinha na rua, pedir uma boa garrafa de vinho branco ou champagne e seulement moule frites acompanhado de pão, é claro, para molhar no caldinho que sobra no final... Yummm.... Nosso preferido é o chamado "Tai", uma combinação de gengibre, ciboulette e lemongrass.

Le Charlot é um pedacinho de Paris no Upper East Side... Bon appétit!

 

Le Charlô

19 East 69th Street

New York, NY 10021

Tel. 212-794-6419

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Rice to Riches



“Eat all you want... You’re already fat”. Este é o slogan de um restaurante nada convencional em Nolita. Rice to Riches serve somente e exclusivamente rice pudding ou, como chamamos no Brasil, arroz de leite.

O endereço mudou a imagem de um prato aparentemente não muito atraente, criando combinações inusitadas e apetitosas. São cerca de 20 sabores que vão do básico understanding vanilla ao rest in peach, passando por sex drugs and rocky road e coconut coma. Pode-se ainda acrescentar toppings. Entre eles, cloud, uma nuvem de chantilly, remedy, xarope de baunilha, e blessings, côco queimado. Bom humor e criatividade é o que não falta ali!

As porções são super generosas, a maior delas, moby, servindo até 10 pessoas! E o pessoal lá alerta: “all calories consumed here are yours to keep”.

Good luck with that!

 

Rice to Riches

37 Spring Street (entre Mott e Mulberry St.)

Tel. 212-274-0008

Landmarc


Há pouco mais de dois anos, assistindo ao Iron Chef America no Food Network, vi pela primeira vez o chef Marc Murphy e fiquei impressionada com os pratos que ele preparou. Com a mágica do Google, descobri que ele tinha um restaurante em NY e fui logo experimentar.

Era uma noite fria, no auge do inverno, e já não lembro bem dos detalhes. Mas lembro que foi agradável, divertido, que adoramos a comida e, principalmente, o dessert sampler. Não sei porque tão poucos restaurantes oferecem esta opção. Adoro a idéia de poder degustar uma seleção de mini sobremesas. Sem falar que acho super romântico e, porque não dizer sensual, dividir o último prato com a pessoa amada.

Acabamos não voltando mais lá, mas continuei acompanhando a trajetória do chef, que abriu mais dois restaurantes desde então: Ditch Plains, no Greenwich Village e outro Landmarc, no Time Warner Center.

Sábado passado, finalmente, estive no novo Landmarc. O ambiente não é aconchegante como em Tribeca, mas uma longa janela para o Central Park compensa tudo. A comida é gostosa e lembra aquela de casa. Como eles classificam, “contemporary neighborhood French bistrô with Italian influences”. Entre os pratos assinatura, profiteroles de queijo de cabra com ervas e salada de pimentões assados, sorvete servido na casquinha e, é claro, as mini sobremesas.

Uma boa pedida, especialmente agora com a chegada do outono. Posso só imaginar a vista para o Central Park nos tons de laranja e amarelo...  

 

Landmarc Time Warner

10 Columbus Circle, 3rd Floor

New York, NY 10019

Tel. 212-823-6123